Bariátrica Sleeve

SLEEVE é atualmente a cirurgia bariátrica mais realizada no mundo. Em sintonia com as tendências mais atuais fomos pioneiros em adotar a técnica de gastrectomia vertical, também conhecida como SLEEVE.

@dr.marcelinonakamura

Últimos posts

No images found!
Try some other hashtag or username

/CLINICASLEEVE

Últimos posts

Blog Dr. Nakamura

tire dúvidas

Dr. Marcelino Nakamura

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP
CRM: 62773

A Clínica

Cirurgia Bariátrica Minimamente Invasiva

Agende sua consulta agora mesmo

Depoimentos / Opiniões

Você ainda se pergunta se deve fazer bariátrica?

Venha para a clínica Sleeve, faça uma avaliação, tire suas dúvidas e conheça todo o método da bariátrica Sleeve e seus benefícios.

Marcelino Nakamura - Doctoralia.com.br

Vamos agenda agora a sua consulta?

Dúvidas Frequentes

abaixo selecionamos algumas das dúvidas mais frequentes sobre a bariátrica sleeve.

As duas principais cirurgias em uso no Brasil são BYPASS e SLEEVE ou GASTRECTOMIA VERTICAL. Cada uma tem características, velocidades de perda de peso, necessidade de vitaminas e necessidade de cuidados a curto e longo prazo diferentes.

De modo geral a técnica que o cirurgião indicou é a que ele tem maior familiaridade na execução e tratamento de eventuais intercorrências.

A perda de peso entre as duas técnicas é igual, bypass emagrece mais rápido nos primeiros meses . O Sleeve tem uma perda mais gradativa mas, após o período de estabilização ambas terão proporcionado perda de peso equivalentes.

Procure nos sites especializados as características de cada técnica. Procure um cirurgião que seja filiado a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica
( WWW.SBCBM.ORG.BR), converse com ele, discuta suas dúvidas e receios. Peça uma segunda e até terceira opinião de outros cirurgiões pois existem muitas controvérsias nesta área.

Converse com pessoas que já foram operadas por cirurgiões diferentes.

Na maioria dos casos quando a vesícula biliar apresente pedras antes, ela pode ser removida durante a própria cirurgia. Cerca de 40% dos pacientes desenvolvem pedras na vesícula após a bariátrica; neste caso a retirada da vesícula é o tratamento padrão. Existe um medicamento que reduz a incidência de pedras para 5 a 10 % dos casos.

O sleeve e o bypass são cirurgias com potência bariátrica muito semelhantes. Se você tem um Sleeve tecnicamente perfeito e não atingiu sua meta, muito provavelmente não está se alimentado de maneira correta. Neste caso transformar em bypass não vai ter benefício algum, muito pelo contrário, além de não perder peso ficará com uma dependência perpétua de vitaminas e suplementos.

Sim, se o médico não consegue tratar clinicamente suas carências pós bypass, existem opções cirúrgicas capazes de normalizar seu quadro. Procure um cirurgião bariátrico que esteja familiarizado com a realização de cirurgias revisionais e discuta seu caso.

O que ocorre com mais frequência é a dilatação da emenda entre o estômago pequeno ( pouch gástrico ) e o intestino, levando a uma perda de restrição com o consequente retorno da capacidade de ingerir grandes quantidades de comida e bebida.

O Sleeve quando realizado de maneira adequada, em condições normais não dilata. A região que é removida corresponde a parte do estômago que distende quando se enche de comida. Assim o estômago remanescente além de ter um volume de 10% do original, é formado pela parte menos distensível.

indivíduos com IMC acima de 35 com comorbidades importantes relacionadas ao peso ou, IMC acima de 40 podem ser elegíveis para cirurgia bariátrica.

tanto o SLEEVE quanto o BYPASS têm igual capacidade de controlar o diabetes. No bypass você vai precisar de vitaminas e suplementos por toda vida, além disso medicamentos para diabetes que pode vir a necessitar no futuro, uma vez que a diabetes pode evoluir com o passar do tempo.

contatos

Tel.: 11 2412-8632

Rua Coronel Lúcio Rosales ,64 - Santana - São Paulo/SP - CEP: 02013070