Não existe nenhuma alteração intrínseca na qualidade do sangue de pacientes bariátricos, portanto não se tornam automaticamente inaptos a doarem sangue.

 

A maioria dos bancos de sangue não cita cirurgia bariátrica especificamente como impeditivo definitivo para a doação de sangue.

A grande questão é que dependendo do tipo de cirurgia realizado pode existir dificuldade para o organismo repor o sangue.

A norma geral para doação de sangue é não prejudicar o doador, não transmitir doenças ou complicações ao receptor.

Cirurgias predominantemente  disabsortivas como Duodenal Switch, Scopinaro têm grande potencial de causar anemia crônica devido a dificuldade de absorção de ferro e outros nutrientes, devendo portanto, ser desencorajados de doar sangue.

Pacientes com cirurgia de Fobi-Capella e Bypass gástrico também têm dificuldade de absorção de ferro e vitamina B12, com maior tendência a anemia, necessitando muitas vezes suplementação endovenosa destes elementos.

Pacientes com Sleeve gástrico podem ter anemia caso não consigam ingerir quantidades adequadas de ferro na dieta ou, que tenham perdas crônicas por problemas ginecológicos. A anemia está portanto mais relacionada à menor capacidade de ingerir quantidade adequada de alimentos, do que na capacidade de absorção dos nutrientes. Como não existe um desvio intestinal, a absorção de suplementos e vitaminas por via oral é normal, raramente necessitando injeções.

Se você fez cirurgia bariátrica, já está com o peso estabilizado e deseja doar sangue converse com o cirurgião bariátrico, o endocrinologista e nutricionista.

Caso eles liberem leve seus exames de sangue, um relatório médico com o tipo de cirurgia ou a carteirinha de bariátrico. Caso tenha alguma dificuldade no ato da doação, peça para conversar com o médico hematologista de plantão no banco de sangue que saberá a conduta a tomar em cada situação.

De modo geral um paciente após cirurgia bariátrica, quando bem acompanhado e controlado, estará em melhores condições de doar do que estava antes da cirurgia.

Lembre-se que uma doação é um ato de amor e caridade que pode salvar muitas vidas!


Fonte: Fundação Hemocentro | Fundação Pró Sangue | Ministério da Saúde